Análise: WRC 10

Uma coisa que tenho notado nos jogos de condução é que enquanto que os jogos de condução em pista se têm tornado muito mais acessíveis para novos jogadores, como é o caso de Gran Turismo ou os jogos de F1 anuais, os jogos de rally parecem ter ido na direção oposta, sendo cada vez mais desafiantes. WRC 10 não parece querer quebrar esta ideia, uma vez que é um dos jogos de condução mais desafiantes que joguei nos últimos anos. Felizmente é também um dos melhores jogos da série WRC, por isso recompensa bem a dor que nos causa.

Apesar da sua dificuldade, quem jogou os jogos anteriores irá sentir-se mais ou menos em casa. Os modos de jogo são essencialmente os mesmos, incluindo os cenários e momentos icónicos do desporto. WRC 10 parece ter sido criado essencialmente com esses jogadores em mente. Eu percebo que os criadores devam ouvir os fãs, mas quando afunilamos demasiado o desenvolvimento dessa forma perde-mos a capacidade de angariar novos fãs. Não digo que WRC 10 deveria ter todas a mordomias que Gran Turismo Sport tem que o tornam tão acessível, mas talvez algumas não fossem mal pensadas, já que lançar os jogadores de cabeça nos circuitos altamente técnicos do WRC não é ideal.

Como não há quase nada na forma de tutoriais em WRC 10, o ideal é saltar imediatamente para o modo carreira. É complicado no início, já que é muito mais complicado controlar um carro de rally do que de pista, mas com um persistência iremos conseguir dominar o carro e depois focar a nossa atenção em melhores tempo. Isto faz com que a experiência de jogar WRC 10 seja altamente gratificante. O jogo dá também muita importância ao estado do circuito. Temos de investir recursos no departamento de meteorologia, já que saber o tempo faz realmente a diferença. Mas por muito bons que sejam os upgrades que fazemos, o resultado depende apenas do jogador.

Não interessa muito os funcionários que temos e os upgrade j]a que apenas o carro e a nossa habilidade na estrada podem garantir um bom resultado. WRC 10 não tem grandes problemas em mostrar que a sua mecânica de simulação é hardcore. Este é um jogo desafiador, mas justo. Um pequeno deslize irá custar segundos de tempo ou ter resultados ainda mais catastróficos. Ignorar o tempo e levar os pneus errados também não só tornará muito difícil conseguir um bom tempo como pode ditar uma humilhante derrota e um carro em muito mau estado no fim. Este não é um jogo pensado para um público muito abrangente que gosta de “jogos de carros”, mas sim para quem verdadeiramente tem um gosto especial pelo desporto motorizado.

Se a atenção que os criadores de WRC 10 colocaram na condução é brilhante, os bons aspectos da simulação não ficam por aí. O áudio que a equipe da KT Racing preparou para o jogo é incrível. O som dos motores, dos pneus a arrastarem/se pelo cascalho, tudo ]e brilhante. WRC 10 acaba por não ser um jogo perfeito, principalmente pela pouca acessibilidade aos jogadores novatos, mas também por pequenos bugs, mas os poucos que encontrei são difíceis de replicar e não quebram a experiência.

WRC 10 não é um jogo para todos. Os jogadores que vierem de jogos como Gran Turismo irão achar o jogo extremamente frustrante. Quanto a esses jogadores apenas aconselho paciência, já que com o tempo todos podem apreciar o excelente trabalho que é WRC 10. Quanto aos apaixonados pelo desporto, podem contar com uma excelente simulação que é transversão a todos os aspetos do jogo.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

ComboCaster