Análise: Destructivator SE

Destructivator SE é um jogo de inspiração retro muito semelhante a Lode Runner. O jogo tem como palco o ano de 2145 num planeta Terra devastado pela guerra. Depois de descoberto o planeta natal de Zallagor, o culpado pela devastação da Terra, o jogador toma controlo de um pequeno soldado que tenta levar tudo à frente.

Quem jogou muitos jogos da era 8bit irá reconhecer muitos dos elementos do jogo, desde o layout dos níveis até à forma como vamos progredindo aos poucos, andando para a frente e para trás com algum backtracking à mistura. Para avançar precisamos de eliminar todos os inimigos, algo que se vai complicando substancialmente com o tempo ao longo dos seis mundos do jogo.

Cada mundo tem aproximadamente nove níveis cada, e em cada um os jogadores precisarão de matar todos os inimigos e ganhar pelo menos uma estrela. Fazer isto não é de todo fácil e o jogo não oferece um modo fácil. Obviamente é só uma questão de nome mas quando o modo mais fácil de chama normal e os outros dois são difícil e brutal já percebemos que estamos perante um jogo que nos vai dar trabalho. Felizmente o jogo tem algumas parametrizações, como a velocidade dos disparos, que podem tornar alguns níveis bem mais acessíveis. Infelizmente os bosses são uma conversa à parte.

Cada nível tem um número de checkpoints espalhados que permitem que o jogador continue a partir desse ponto. Os checkpoints ajudam mas não mudam muito porque uma vez que um inimigo está morto, ele está morto. O jogador também precisa de vencer os níveis em três vidas, independentemente dos checkpoints. Isto tudo somado faz com que o jogo seja bem mais difícil e além da dificuldade em si, também a pontuação final em estrelas de cada nível irá ser afetada por cada vida que perdermos.

Destructivator SE é um jogo interessante mas está longe de ser um “blast from the past”. Pessoalmente gosto de jogos de inspiração retro, mas prefiro que apresentem melhorias e mordomias modernas à mistura e Destructivator SE está longe disso. Também não consigo perceber se este jogo é uma sequela, um remake, uma edição especial ou algo no meio. Se por um lado o jogo aparece como Destructivator 2 na Steam por exemplo, em todos os materiais de imprensa incluindo na informação fornecida quando me providenciaram a chave o jogo chama-se Destructivator SE.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

ComboCaster