Análise: Gravity Chase

Gravity Chase é um jogo de corridas de naves inspirado principalmente em Wipeout. Não existem muitos jogos capazes de atingir a sensação de velocidade e controlo de Wipeout, mas tanto Pacer como Gravity Chase fizeram um bom esforço. O que fez de Wipeout uma série de culto foram as suas corridas ultra rápidas, uma estética muito própria e uma banda sonora fantásticas. Gravity Chase não consegue chegar perto de igualar a banda sonora, mas as corridas em si são muito boas. A sensação de controlar a nave é realmente boa e as naves são rápidas e respondem na perfeição ao input do jogador.

Ao contrário de Wipeout, os percursos de Gravity Chase ocorrem predominantemente dentro de tubos. Isso significa que não precisamos de nos preocupar em esbarrar em paredes ou em curvas apertadas. Em vez disso, trata-se de encontrar o melhor lado da pista para acertar nos boost ou recolher itens. Isto faz com que por vezes Gravity Chase se jogue quase como um jogo rítmico, mas onde não temos de seguir a batida. Pode ser bastante vertiginoso em alguns pontos, mas o resultado é um jogo visualmente impressionante para qualquer espectador.

Os efeitos visuais e uso de cores conseguem também rivalizar os da série Wipeout. Todos os percursos têm cores neon brilhantes e luzes a piscar, mas os fundos são apenas decentes o suficiente para preencher o espaço. Infelizmente não existe muita variedade visual e as pistas acabam por parecer demasiado semelhantes. Além disso o jogo também não é fácil de ler e acabamos por falhar alguns pick-ups porque não são fáceis de distinguir do resto do percurso. Isto apenas é problemático em dois dos três modos, Combat e Eliminator. O primeiro modo é uma corrida padrão mas com armas e escudos ativados, enquanto a segunda é uma luta pela sobrevivência com o concorrente que fôr em último lugar a ser eliminado a cada volta.

Cada um dos modos do jogo pode ser jogado em uma das três classes de velocidade, com as pistas a registrar o melhor resultado em cada uma. Com boas pontuações cumulamos pontos e dinheiro por completar corridas. Os pontos são usados para desbloquear mais pistas e o dinheiro permite-nos melhorar as naves. As corridas são divertidas, mas fora isso não há muito em Gravity Chase. Temos apenas uma única opção de corrida para multijogador por exemplo. O jogo é bastante arcade e essa abordagem nota-se em muitos aspetos do jogo, principalmente no facto de obter melhores pontuações ser o derradeiro objetivo do jogo.

Gravity Chase é um jogo divertido e consegue distinguir-se da concorrência com as sua abordagem tubular das pistas. A sensação de velocidade é fenomenal também. Apesar de tudo aquilo que faz bem, há pouco conteúdo e alguns elementos visuais tornam as pistas um pouco confusas.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

ComboCaster