Antevisão: TinyKin

TinyKin é um futuro lançamento da tinyBuild e do qual apenas existe uma demo neste momento. Avaliar um jogo inteiro por uma demo não é fácil nem recomendado, mas pessoalmente prefiro jogar uma boa demo que me faz antecipar o jogo final do que um acesso antecipado interminável. TinyKin é uma espécie de combinação de um platformer 3D e Pikmin. A demo deixou as minhas expectativas em alta e a tinyBuild pode ter um novo jogo soberbo em mãos. Visualmente é também um jogo muito promissor e aquilo que está presente neste momento no jogo é já adorável.

Em TinyKin jogamos como Milo. A nossa personagem chega à Terra de 1991 depois de o seu teletransporte funcionar mal. Além de não encontrar humanos, Milo também está agora minúsculo, o que pode complicar tudo. Felizmente Milo tem a habilidade de controlar tinykin, pequenas criaturas capazes de levantar e mover objetos que Milo não consegue. Com este elemento podem ver o que queria dizer com as influencias de Pikmin no jogo.

A demo não tem muito conteúdo além de um nível numa espécie de lounge. Neste nível existem dois tipos de tinykin, com muitos mais a serem prometidos para o lançamento final. Ao partir a espécie de ovo que tem os tinykin dentro, ele começa a seguir-nos, com 100 tinykin a ser o máximo que podemos ter a seguir-nos. Este grupo pode ser composto de criaturas de vários tipos e cada um tem a sua função. Os roxos por exemplo podem mover objetos e os vermelhos explodir coisas para abrir caminho.

Como referi acima, Tinykin tem um aspeto realmente interessante, muito cartoon que mistura 2D com 3D. Normalmente isto pode ser um problema num jogo de plataformas. Raramente misturar 2D e 3D funciona bem num jogo deste género, mas Tinykin consegue fazer esta complicada tarefa. Não há combate em Tinykin, o que pode não agradar a todos os jogadores. O jogo é sobre exploração, desbloqueando novos caminhos e resolver pequenos puzzles. O objetivo final parece ser encontrar uma série de objetos para reconstruir uma máquina que leve Milo de volta. Talvez no jogo final existam combates contra bosses, algo que é possível mesmo sem combate directo.

Ao contrário da grande maioria das demos que me passam pelas mãos, a demo de Tinykin deixou-me na expectativa e tive realmente pena quando acabou. Encontrar tudo o que a demo tem é relativamente fácil e podemos terminar tudo em pouco tempo. Isto provavelmente significa que os níveis de Tinykin são curtos, faltando saber quantos níveis haverá no jogo final.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

ComboCaster