Antevisão: Hello Neighbor 2

O primeiro Hello Neighbor foi um verdadeiro fenómeno, tendo-se tornado viral graças à quantidade de criadores de conteúdo para o YouTube que fizeram cobertura do jogo. Pessoalmente nunca percebi muito o fascínio pelo jogo mas não posso negar que se tornou muito popular e um jogo muito importante para a sua editora. Para ser inteiramente honesto, não fui o único a não perceber porque razão o jogo se tornou tão popular, uma vez que a crítica não foi tão agradável para o jogo como os jogadores, tendo recebido uma série de más opiniões na crítica especializada.

Até agora esta sequela já teve direito a algumas versões, mas a beta mais recente é talvez a que mais se assemelhará ao resultado final. Não será representativa do resultado final, mas não deverá estar tão longe como algumas versões anteriores.

At the time of writing this preview, the beta build was v0.0, meaning that early impressions may not be fully representative of the full release. It will, however, be interesting to see how the game is shaping up, especially with several months for the developers to add that polish that critics claimed the original game was missing. A sequela é em tudo semelhante à do jogo original. Voltamos a Raven Brooks e o “vizinho” continua a o mesmo. Desta vez controlamos Quintin, um jornalista que procura perceber o que se passou com algumas crianças que desapareceram, tendo suspeitas como o senhor Peterson.

O jogo não tem muito que se assemelhe a uma história neste momento e não sei até que ponto terá no futuro, mas os criadores do jogo dizem que existem muitas pistas para os jogadores que se interessem pela história. Sabemos que o Senhor Peterson está a esconder algo, mas não sabemos exatamente o que é. A beta do jogo focou-se mais em deixar os jogadores explorarem a zona e mostrar as mecânicas centrais do jogo em vez de elementos narrativos. Podemos já resolver alguns puzzles, mas no geral tudo o que está presente neste momento são mecânicas básicas. Não vou julgar o jogo no seu estado atual, mas neste momento continua a não me impressionar.

Isto não quer dizer que não veja melhorias em relação ao jogo original. Existem aqui muitas possibilidades para criar algo interessante. Os residentes de Ravens Brooks podem criar algumas possibilidades interessantes e este jogo tem uma escala muito maior que o anterior, contando com um mundo praticamente aberto à exploração. Neste momento não temos muitas casas para entrar, mas acredito que no lançamento final quase toda a área seja aberta. O jogo teria muito a ganhar com essa abordagem.

O jogo conta agora com mais inimigos. Além do vizinho titular, agora temos também outro inimigo chamado “hóspede”. Esta nova personagem costuma aparecer no exterior e durante a noite, mas não sei até que ponto está limitado a essas situações. Hello Neighbor 2 conta também, ou melhor, irá contar com uma rede neural que permite à IA do jogo melhorar com o tempo. Um dos elogios que posso dar ao jogo original era na forma como sentíamos que a casa era realmente habitada pelo vizinho, mas a sua IA era limitada. Esta novidade promete trazer um novo realismo ao jogo.

Ainda estamos longe do lançamento final, mas Hello Neighbor 2 promete sobretudo ser um jogo melhor que o original e se construir sobre as bases que mostrou ter nesta versão e corrigir alguns dos problemas técnicos pode ganhar também a crítica desta vez.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

ComboCaster