Análise: Xiaomi Redmi Note 11 Pro 5G

Depois de analisarmos o verdadeiro flagship da Xiaomi, voltamos a olhar para a sua linha budget. O Redmi Note 11 já por aqui passou e deixou boas impressões. Apesar das suas limitações comportou-se até acima das expetativas que os seus componentes deixavam antever. O Xiaomi Redmi Note 11 Pro 5G é uma espécie de irmão mais velho e apetrechado que certamente terá uma boa performance, mas falta verificar se fale o valor que pagamos a mais relativamente ao seu irmão mais básico.

Falar do design é um pouco perda de tempo já que este é essencialmente o mesmo telefone que o Xiaomi Redmi Note 11 que podem ler aqui. As principais notas são no entanto que é um dispositivo agradável ao toque e que até parece bem mais premium do que o preço nos levaria a acreditar. Os cantos arredondados e design sólido e simples fazem com que seja confortável e nunca pareça “barato” ao toque.

Em termos mais técnicos este Xiaomi Redmi Note 11 Pro 5G conta com um ecrã AMOLED de 6.67 polegadas e uma câmara frontal punch-hole ao centro. Esta câmara permite tirar selfies e desbloquear o smartphone, algo que também podemos fazer com o sensor de impressões digitais que fica do lado direito. O som está encarregue de colunas tanto no topo como no fundo do dispositivo e de uma rara entrada 3.5mm. Tudo o resto é o normal mas há um pequeno destaque para a possibilidade de usar um dos slots SIM para expandir o armazenamento até 1TB.

O ecrã AMOLED é capaz de uma resolução de 2400×1080, o que pode parecer muito mas é simplesmente 1080p, os 2400 devem-se ao rácio de 20:9. Não deixa de ser um painel agradável e a taxa de refrescamento de 120Hz dá a suavidade necessária para qualquer jogo parecer suave, mas isso sente-se também na utilização dos menus. Em termos de luminosidade é um ecrã competente, mas não soberbo, ficando-se pelos 400 nits numa utilização normal, o que pode ser pouco para alguns utilizadores.

Por trás deste ecrã e a garantir que tudo funciona temos um processador Qualcomm Snapdragon 695 5G. É um processador decente que é utilizado em outros dispositivos de preço semelhante. A memória LPDDR4X vem em duas capacidades, 6GB ou 8GB, com o armazenamento a ficar-se pelos 64GB e 128GB dependendo das vossas necessidades. Os jogos irão correr bem desde que não tentem abusar nas definições gráficas e não é um telefone que aqueça muito mesmo depois de algum tempo a jogar.

As câmaras são aquilo onde fabricantes mais cortam para conseguir um preço agressivo e este Xiaomi Redmi Note 11 Pro 5G não foge à regra. As especificações das câmaras são são más de todo, com a câmara principal a ser um sensor de 108Mp f/1.9 e duas câmaras auxiliares de 8Mp f/2.2 ultrawide e uma de 2Mp f/2.4 macro, no entanto os resultados são mistos. Se por um lado podemos conseguir imagens muito boas de dia, cheias de detalhes e cores, por outro lado quando a luz escasseia ou temos de usar algum zoom começamos a ver toda uma panóplia de ruido e grão a aparecer nas imagens. O video está limitado a 1080p/30fps ou inferior e é simplesmente bom, sem nada que se destaque pela negativa, mas também pela positiva não há muito a dizer.

Mas não deixam de haver coisas a destacar como a bateria de 5000mAh e até o software já que a MIUI se tem tornado um dos melhores sistemas criados em cima do Android. O software tem ainda algumas falhas, especialmente nas fotos e alguns sistemas podiam funcionar melhor como o sensor de proximidade que não garante que o ecrã se desliga sempre que está em contacto com a cara. É realmente pena que ainda este smartphone ainda venha com uma versão do Android desatualizada, mas se procuram um smartphone bom e barato, dificilmente encontrarão melhor que o Xiaomi Redmi Note 11 Pro 5G.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

ComboCaster