Análise: Grimstar: Welcome to the Savage Planet

O género RTS está a longe dos seus melhores dias. Os lançamentos têm sido poucos e mesmo tem termos de popularidade está longe de outros tempos. Isto nota-se principalmente no mercado AAA, já que dentro do mercado indie existem boas propostas e um público investido no género é à procura de novas experiências. Grimstar: Welcome to the savage planet é um jogo bastante decente dentro do género, apesar de ficar longe daquilo que já jogámos de melhor.

Um ponto que jogo a favor de Grimstar: Welcome to the savage planet é que este é um jogo gratuito. Isto era mais impressionante se Grimstar: Welcome to the Savage Planet não fosse um prólogo do Grimstar principal que será lançado no próximo ano. Não deixa de ser ótimo podermos jogar aquilo que para todos os efeitos é um jogo completo totalmente de borla, mas o objetivo aqui é simples, cativar os jogadores para o jogo principal, da mesma forma que uma demo é consegue atingir esse objetivo.

Em termos da jogabilidade, Grimstar: Welcome to the Savage Planet é uma versão mais simples de jogos como Total Annihilation ou Command & Conquer. Apesar do conceito simples, há muita potencialidade aqui. Como se trata de uma introdução para o jogo principal, muitas das promessas serão realizadas no próximo jogo. O jogo adaptar-se à forma como o jogador joga. Seforem muito agressivos a minar os cristais que funcionam como recurso principal, o inimigo também irá ser mais agressivo, enviando mais unidades para nos complicar a vida.

As estratégias e possibilidades são realmente interessantes em Grimstar: Welcome to the Savage Planet. Podemos ser realmente agressivos e tentar limpar o planeta de recursos antes de o inimigo conseguir sobrepor-se às nossas defesas ou podemos minar apenas o necessário para conseguirmos procurar os inimigos e evitar que estes ataquem as nossas unidades. À medida que vamos avançando vamos desbloqueando novos edifícios e unidades que nos aumentam as possibilidades de sucesso numa próxima tentativa.

Grimstar: Welcome to the Savage Planet é essencialmente uma demo, mas é possível retirar algumas horas de jogo daqui. Visualmente é decente também. Mesmo com as suas falhas, Grimstar: Welcome to the Savage Planet vale a pena. Não representar qualquer custo joga muito a seu favor e consegue cobrir o seu propósito de gerar interesse pelo jogo principal. Se são fãs do género, existem vários elementos interessantes aqui, o ciclo da jogabilidade é até bastante original e viciante. Não sei até que ponto o jogo principal vai conseguir manter a jogabilidade interessante durante mais tempo, mas isso será assunto para outra altura.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

ComboCaster