Análise: Super Toy Cars Offroad

Super Toy Cars Offroad, desenvolvido pela Eclipse Games, insere-se na série Super Toy Cars que contava até agora com dois lançamentos. Com mecânicas semelhantes a jogos Hotwheels ou Micro Machines, Super Toy Cars coloca os jogadores a controlar pequenos carros de brincar em percursos onde objetos do dia a dia fazem as marcações da pista. Infelizmente Super Toy Cars Offroad não consegue chegar perto da qualidade dos melhores jogos Hotwheels, nem sequer aos restantes jogos da série Super Toy Cars.

A jogabilidade de Super Toy Cars Offroad é bastante simples e mesmo a forma de progressão no jogo é muito linear. A variedade das corridas também deixa um pouco a desejar, existindo a corrida clássica, as corridas de eliminação, contra-relógio e um ou outro modo que já vimos antes. Existem 15 mapas no jogo mas nem todos são realmente mapas diferentes, já que alguns são simples variações de direção ou hora do dia. Se em termos de conteúdo isto começa a parecer pouco, a realidade é que no que toca à qualidade não é muito melhor, com muitos bugs que tornam alguns destes percursos bem mais difíceis do que deveriam ser. Os veículos podem ser destruídos mas isso não é permanente, podemos simplesmente voltar ao jogo pressionando um botão. Normalmente esta ação é automática e é um pouco estranho que aqui seja manual.

A palavra Offroad no nome do jogo também é um pouco estranha já que além de existirem pistas aqui, o jogador deve manter-se dentro do trilho. Existem alguns atalhos, mas está longe de ser um “offroad”. Esses atalhos secretos são fundamentais para vencer as corridas e dificilmente conseguimos ganhar a seguir o trilho principal. Além da habilidade para evitar alguns riscos ambientais, temos de decorar os percursos para nos lembrar-mos dos atalhos. Os power-ups do jogo permanecem inalterados em relação aos jogos anteriores, mas novamente não funcionam tão bem como nos jogos anteriores e sinceramente apenas achei o boost de velocidade útil.

No que toca aos veículos, temos 20 e aqui a variedade é um pouco melhor do que nas pistas. Os carros são desbloqueados ao ganhar as provas do jogo, mas temos na mesma que comprar os carros com a moeda do jogo. Existem outras recompensas por terminar uma prova, como pinturas ou modelos de personagens. Cada tipo de competição exige um tipo de veículo e eles podem variar em tamanho e velocidade, afetando as suas estatísticas e desempenho. Alguns carros variam a jogabilidade, tornando o jogo mais divertido. Muita da diversão do jogo depende se já conhecem a pista ou não, o que torna a primeira vez que jogamos uma pista uma experiência um pouco frustrante, já que parece que façamos o que façamos não conseguimos ganhar sem conhecer os atalhos.

A física do jogo não foi melhorada relativamente aos jogos anteriores. Existe um sistema de drift que nos dá um pequeno boost, mas está longe de ser tão gratificante como em outros jogos. Outro problema é a IA que parece demasiado inconsistente. Por um lado o jogo é difícil sem conhecer os atalhos, mas por outro lado quando vemos a IA em ação não conseguimos perceber como é que perdemos as corridas. No que toca à apresentação temos uma banda sonora rock bastante genérica. Os visuais são também muito simples, mas são uma das poucas áreas onde vemos evolução relativamente aos jogos anteriores.

Super Toy Cars Offroad não é propriamente um bom jogo. É pior do que os restantes jogos da série, não é muito divertido de jogar e não tem muito conteúdo . Existem muitas propostas melhores dentro do género e não encontro nenhuma razão para não jogar algo como Mario Kart ou o mais recente jogo baseado em Hotwheels em vez de Super Toy Cars Offroad.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

ComboCaster