Análise: Parallel Lab

Parallel Lab é um jogo de detetives que jogamos no browser. É essencialmente um escape room e tem que ser jogado com outro jogador. O conceito é realmente interessante e surpreendeu-me muito pela positiva. Nunca tinha jogado nada do género e o facto de ser jogado num browser e com uma facilidade enorme de configuração, apenas tornou a experiência mais agradável.

O jogo foi desenvolvido pela Eleven Puzzles e não é o primeiro jogo do mesmo género, no entanto é o primeiro que jogo. O jogo tem duas personagens à escolha e cada jogador escolhe uma. Depois de escapar da armadilha do Cryptic Killer, os detetives investigam minuciosamente a área onde foram mantidos. O jogo obriga a que os dois jogadores joguem em conjunto porque a maioria dos puzzles apenas podem ser resolvidos trabalhando em conjunto.

Ao contrário de outros jogos onde dizemos que temos de trabalhar em conjunto para ter sucesso, aqui é completamente impossível avançar sem os dois jogadores comunicarem. Logo a primeira sala por exemplo, pede-nos para inserir um código numérico. O código é fácil de encontrar num papel rasgado, mas cada jogador apenas tem metade do código na sua sala. Talvez seja preciso referir que cada personagem tem localizações diferentes, mas têm que trabalhar em conjunto para avançar no jogo.

Tal como os escape rooms reais, Parallel Lab baseia-se é numa série de salas que vamos atravessando à medida que avançamos no laboratório que dá nome ao jogo e mergulhamos mais fundo na história. Existem 3 ou 4 puzzles em cada sala e em nenhuma delas temos realmente de procurar onde estão em puzzles.. Os dois jogadores trabalham juntos para resolver cada um dos puzzles, já que não podemos passar nada à frente e algumas das soluções não são de todo óbvias. A Eleven Puzzles fez um ótimo trabalho ao apresentar puzzles únicos e interessantes, além disso são acessíveis e mesmo se nos sentirmos presos em algum dos puzzles podemos simplesmente pedir uma dica.

Os puzzles funcionam bem a vários níveis. Parecem sempre bastante integrados na sala em questão e desde os puzzles mais fáceis ao mais difíceis, todos eles são capazes de oferecer uma boa sensação de gratificação quando os resolvemos. Não há aqui dois puzzles iguais e no geral todos envolvem habilidades e técnicas diferentes. O único problema dos puzzles é o facto de a carga de trabalho para resolver o puzzle não ser sempre equilibrada entre os dois jogadores. Por vezes um jogador tem mais trabalho, noutros é ao contrário. Isto faz com que por vezes um jogador passe mais tempo do que seria desejável à espera do outro jogador.

Parallel Lab é um jogo interessante, com um conceito inovador e tecnologia que funciona surpreendentemente bem. É muito raro aparecer um jogo que faz algo realmente diferente e Parallel Lab consegue. O facto de se jogar no browser é tanto um trunfo como um problema. Por um lado facilita a criação de um novo jogo e abre as portas a toda uma série de dispositivos. Por outro pode afastar jogadores mais ligados aos seus launchers favoritos. Visualmente é também bastante agradável, com um estilo cartoon que funciona realmente bem. O jogo baseia-se essencialmente em fundos desenhados, mas todos eles são detalhados e com pequenos pormenores de animação bastante criativos. Pessoalmente gostei bastante de Parallel Lab e não o podia recomendar mais.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

ComboCaster