Antevisão: Loopmancer

Loopmancer é um novo jogo da eBrain Studio, um estúdio praticamente desconhecido e que não contra com ninguém de referência nem grande experiência, mas o resultado que já podemos experimentar é surpreendentemente bom. Loopmancer é um side-scroller com alguns elementos rogue-lite. O jogador encarna um investigador privado que está a investigar um desaparecimento. Não é uma premissa única, mas a implementação é boa, especialmente na sua estrutura. Basicamente o jogo funciona como em All You Need Is Kill ou a sua adaptação Edge of Tomorrow.

Sendo um rogue-lite tem que obedecer às regras do género. Morrer implica começar de novo mas o jogo adapta isso na sua história. Basicamente a personagem mantém as suas memórias e a sua investigação progride. Sempre que a nossa personagem repete os mesmos acontecimentos ganha experiência e conhecimento sobre os perigos e como morreu. A eBrain Studio tem aqui um loop de jogabilidade interessante que se mistura com a história de uma maneira que é raro ver no género.

Nem tudo é bom no entanto. As personagens não são memoráveis e a animação também mostra alguma falta de qualidade. A forma como as linhas de diálogo são apresentadas também está longe de ser agradável e praticamente tudo se resume a exposição que nos explica a história de fundo e tenta dar alguma dimensão às personagens. No centro de tudo há um verdadeiro mistério, mas parece faltar algo para nos agarrar. Neste momento temos acesso a muito pouco do jogo, mas a história precisa de algo mais para nos agarrar.

O combate do jogo por outro lado é realmente bom. O mais importante no combate é evitar os ataques inimigos sem perder uma postura ofensiva. Quando o combate está ao rubro o jogo obriga-nos a níveis de atenção muito altos. Alguns dos ataques inimigos são quase injustos e os inimigos parecem preocupar-se mais em causar-nos dano do que sobreviver. Estes inimigos quase suicidas tornam o jogo realmente difícil se nos colocarmos numa má posição. O combate permite-nos comprar melhorias, desbloquear novas armas e habilidades. Podemos comprar estas coisas com a moeda do jogo que recolhemos dos inimigos que derrotamos. Algumas armas são um bocado ridículas e por vezes não dá para perceber se o jogo tenta ser sério ou cómico.

Há uma mistura de combate com armas corpo a corpo e à distância, com uma variedade bastante grande dos dois tipos. As armas são boas para manter os inimigos afastados, mas a munição é limitada e precisamos de algum tempo para recarregar. Loopmancer faz um bom trabalho ao permitir que se encadeie ataques juntos e é uma boa estratégia usar um dos tipos de armas para ganhar espaço e outro para infligir mais dano. Sempre que morremos podemos melhorar as armas, o que dá alguma progressão permanente ao jogo.

O jogo conta com algumas localizações como o escritório onde tratamos das melhorias de armas e o apartamento onde melhoramos as estatísticas base. No escritório também podemos ler alguns ficheiros e falar com NPCs. Loopmancer apresenta algumas ideias interessantes, mas ainda precisa de bastante trabalho até ao lançamento final. As promessas estão feitas e existem aqui muitas mecânicas promissoras.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

ComboCaster